Capa Jornal Fatec

Capa Jornal Fatec

EDITORIAL

A enorme competitividade do mercado de trabalho impulsionada pelo mundo globalizado e capitalista, faz com que cada vez mais os jovens tenham a necessidade de buscar formação superior. Anualmente são abertas cerca de 230 mil vagas em instituições de ensino superior públicas (INEP, 2001). Paralelamente, cerca de 8,4 milhões de alunos estão regularmente matriculados no ensino médio do Brasil, sendo que uma expressiva parcela de alunos tem a intenção de ingressar em uma universidade. Porém, os custos e gastos elevados tornam essa vontade inalcançável. Nesse contexto, entra o papel que as faculdades públicas têm na inclusão e desenvolvimento social no país.

As Universidades públicas têm como seu principal foco de desenvolvimento manter o tripé fundamental: pesquisa, ensino e extensões. São grandes responsáveis pelas pesquisas brasileiras: de acordo com relatório da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), sobre pesquisas apresentadas no país entre 2011 e 2016, das 20 faculdades que mais apresentaram pesquisas cientificas, 15 são faculdades federais e 5 estaduais.

Devido à escassez de tempo e necessidade da qualificação rápida exigida pelo mercado, entre os cursos mais procurados nos últimos anos, estão os Cursos Superiores de Tecnologia, por estarem focados em aulas mais práticas e menos teóricas. De acordo com os dados do Censo da Educação Superior, do Ministério da Educação (MEC) divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), o número de alunos matriculados em Cursos de Graduação Tecnológica cresceu 331%, entre 2014 e 2016. A alta também é constatada na busca por bolsas de estudos nesta modalidade: segundo levantamento da plataforma Quero Bolsa – Bolsas de estudos, entre 2016 e 2017 houve aumento de 165% na quantidade de descontos concedidos para ingressantes em cursos tecnólogos. A projeção é de que esses números aumentem com o passar dos anos.

A Fatec Franca atualmente conta com três cursos superiores focados no mercado de trabalho da região: Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Gestão de Produção Industrial e Gestão de Recursos Humanos, todos com duração de três anos, garantindo ao estudante uma formação rápida e pratica, tornando- se um diferencial em comparação aos cursos de licenciatura e bacharelado de outras faculdades da cidade.

Nosso jornal, além da missão de divulgar notícias pertinentes ao universo da Fatec Franca, tem como objetivo desenvolver a inclusão e desenvolvimento social na cidade, promovendo a integração dos alunos e seus projetos com a comunidade, buscando beneficiar e incluir para que todos possam usufruir dos conhecimentos adquiridos dentro deste espaço. Cumprindo o seu papel como faculdade publica, trazendo o desenvolvimento social e econômico ao espaço em que está englobada.

A PRIMEIRA EDIÇÃO DO JORNAL FATEC FRANCA

O primeiro Jornal da Fatec Franca vem para celebrar os 10 anos da instituição. A atual edição foi elaborada pela primeira turma do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos. Assim, o jornal vem para inovar a parte de comunicação da faculdade.
Sob a supervisão dos professores Fernando Dandaro, Tadeu Artur de Melo Júnior e correções ortográficas da professora Liene Cunha Viana Bittar, o jornal apresenta assuntos de toda a cidade, mas com o foco principal na Fatec Franca.

O jornal traz entrevistas realizadas com alunos de todos os cursos da faculdade, também com professores e colaboradores. Para a cidade, trazemos informações de vagas de empregos, estágios, vestibulares, extensões, cursos e notícias da cidade.
Para os alunos, teremos informações sobre novidades, reformas, notícias do Centro Paula Souza e destaques da Fatec e do Diretório Acadêmico.
A Tech Week que já é sucesso na Fatec e o Simpotec que se iniciou esse ano, também receberão matérias especiais.

A FATEC FRANCA

Instalada em Franca em 2008, a Fatec Franca teve como seu primeiro espaço físico uma pequena sala no antigo campus da UNESP na rua Major Claudiano, região central da cidade, com apenas um curso: Gestão da Produção Industrial. No começo, devido ao APL, o curso foi direcionado para atender ao setor coureiro-calçadista da cidade. Em 2010, para atender as avaliações do MEC, o curso passa a usar a atual nomenclatura, GPI, Gestão da Produção Industrial, mudando também o foco e abrangendo o estudo da indústria e produção de uma forma mais abrangente e não somente em calçados. Nesse mesmo ano, se inicia a implantação do Curso Superior de Tecnologia em Analise e Desenvolvimentos de Sistemas, com foco no desenvolvimento de softwares, implantações, codificações e coordenações de recursos de T.I. Em 2012 a Fatec Franca inicia um processo de mudança, começando através do Curso de Gestão da Produção Industrial que dividiria o prédio com a Diretoria Regional de Ensino de Franca, localizada na Rua Irênio Grecco, nº 4580, Campus I.  Ao mesmo tempo, funcionando também no prédio a Rua Major Claudiano, 1488, como Campus II, com o curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Em 2013 a Diretoria Regional de Ensino de Franca deixa o prédio, sendo o mesmo ocupado integralmente pela Fatec Franca. No ano seguinte, 2014, foi implantado o Curso Superior de Tecnologia em Gestão Empresarial na modalidade EaD, e no segundo semestre de 2018 é implantado o Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos. Sonhos não faltam e não vamos deixar apenas em sonho, o plano é que a pós- graduação seja iniciada na faculdade no próximo ano.

Fazendo um levantamento de informações com os Professores. Daltro de Oliveira Carvalho e Fernando Dandaro, foi possível obter respostas muito interessantes com relação as propostas da faculdade, pois a visão passada aos alunos ganha destaque, principalmente, na forma de agir do corpo docente, conforme apresentado a seguir.

QUAL O DIFERENCIAL DA FATEC FRANCA?

O  diferencial não é apenas um: aqui os professores primam por qualidade de ensino e suporte aos alunos. Formamos a família FATEC, é um pelo outro! O que é produzido aqui é para todos;  não só para alunos e professores, mas para a cidade como um todo. Em razão disso, somos nota quatro no ENADE pela segunda vez. O nível dos professores – mestres e doutores – também merece destaque, pois um corpo docente com tal qualificação, não é disponibilizado por faculdades particulares, visto que elas normalmente trabalham conforme a demanda de seus cursos.

OS DESAFIOS PARA A CONFECÇÃO DO JORNAL

A primeira turma do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da Fatec Franca chega logo no seu primeiro semestre com um desafio de grande responsabilidade, desenvolver o primeiro Jornal online da instituição, falar sobre seus cursos, historia  e tudo que abrange o universo acadêmico e social da unidade de Franca. Para sabermos o que se espera do jornal, entrevistamos o Coordenador do Curso, Prof. Me. Fernando Dandaro e alguns alunos envolvidos no projeto, conforme segue abaixo.

POR QUE O CURSO DE GRH DESENVOLVEU O JORNAL?

O Curso de Analise e Desenvolvimento de Sistemas, vem trabalhando com toda a parte de software, aplicativos e gestão de tecnologias, já o Curso de Gestão da Produção Industrial tem o seu próprio laboratório de produção e tem desenvolvido muitos produtos.

Dessa forma, o Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos, dentro dessa concepção prática, precisava construir uma identidade própria, então, além de termos nosso diferencial, que é formar a pessoa para a vida, promover inclusão social, entender de negócios, valorizar as pessoas, ter visão sistêmica, etc.; nós também precisávamos de algo que promovesse o curso em termos de produto. E mais do que isso, como fazer com que possamos criar um tipo de laboratório prático para a formação dos alunos? Pois, não podemos ficar apenas na teoria, é preciso oferecer estudos de caso, vídeos, entre outras práticas, oportunizando para que o aluno tenho uma raciocínio lógico dentro de um contexto real em forma de uma situação problema. Por isso não era suficiente apenas trabalhar a prática de forma pontual em sala, precisávamos de algo interdisciplinar que integrasse as disciplinas destacando como ferramenta principal, o processo de comunicação, sendo esta de extrema importância para a gestão estratégica, no que tange o comportamento das pessoas, vinculado com a parte de gestão das relações interpessoais. Portanto, o jornal é um modelo de comunicação que integra as disciplinas do primeiro período do curso.